Páginas

07 novembro, 2014

Filosofia Anicca


Navegando na internet, vi o termo Anicca. No começo não entendi muito bem do que se tratava e de onde era. A palavra foi ficando na minha cabeça, decidi abrir umas 10 páginas em aprofundamento das minhas dúvidas. Hoje vim falar sobre a filosofia Annica, uma das Três marcas da existência no Budismo


A religião e filosofia Budista é carregada por tradições, crenças e práticas baseadas nos ensinamentos de Buda(Um Deus). Na tradição Budista, os fenômenos não Nirvana são marcados por Três Marcas, referindo "Três Selos do Carma". Eles são Anicca, Dukkha e Anatta.

Esses três selos do carma ou três marcas da existências, elas se referem á diferentes pensamentos expressos. Que por sua vez

O Anicca acredita que a vida está em contante em movimento. O mundo a cada segundo muda (melhor e pior). Os relacionamentos cessam, as empresas, as pessoas, os acontecimentos ... tudo á nossa volta cessa. Elas dependem de outros fatores determinantes, que se complementam sucessivamente.

Os fenômenos são impermanentes, totalmente. A sua vida um dia vai acabar, você vai morrer. É doloroso pensar que você hoje está vivo e talvez amanhã (ou no percorrer "ainda" desse mesmo dia) a sua existência na terra vai ser marcada pelo caminho que percorreu e nele as marcas que deixou. A nossa existência, do outro, objetos, experiência, etc.

Por isso, nada é eterno. A mudança acontece todos os dias. Você fica mais velha(o), sua rotina muda (mesmo que sutil) ... a única coisa que é eterna, é a mudança. O que mais gostamos é isso, de ver a vida mudar, o mundo girar e a nossos sonhos acontecerem. Seria muito chato se os acontecimentos se repetissem a todo momento.

O que podemos aprender com?

Nós dependemos de outros fatores para que o relógio da vida gire, ou seja, precisamos dos outros para fazermos acontecer. Somos seres individuais que não podem cair na individualidade. O mundo está em constante movimento, você faz parte e portanto também está. Mude de opinião, mude (para melhor) de carácter, mude oque precisar ou quiser ser mudado. Todo tempo é tempo para a transformação. 

Se desapegue dos bens materiais, mas conviva bem com eles. A luxuria e excessiva ambição só levam a alma para o pior lado que uma pessoa pode ter. Quando partimos, não levaremos nenhum objeto físico. Assim como nós, eles também evaporaram. Hoje ou amanhã.

Celebre a vida, as coisas que por mais pequenas que sejam, até onde pode. E a principal: Tenha fé naquilo que acredita, uma religião/ filosofia e faça de um tudo para conseguir o seu sonhos. 

Transforme-se e se transforme até chegar ao seu "eu" final que tenha orgulho.