Páginas

09 setembro, 2013

Cólica, nunca mais!


Cólica durante a menstruação. Ninguém quer ou melhor, nenhuma garota quer sentir. Dá aquele pânico quando fica mestruada e já pensa "Còlica. Haa não". Algumas garotas - As mais sortudas (como eu). Não sentem tanta dor e outras, no caso as azaradas, sentem uma como se fosse nascer um bebê ou 10 de uma vez só. Pode ser grave significando algum problema com você, então dores exescivas vá ao médico.
Vamos entender o que causa a cólica. "A cólica é provocada por no útero (prostaglandinas) que  provocam contrações no uterinas, que acompanham o ciclo mestrual". Sabendo disso vamos a lista:



1. Tome medicamentos com orientação médica 
Os tratamentos são à base de antiespasmódicos ou com anticoncepcional, caso os sintomas da TPM sejam muito intensos.

2. Aposte na homeopatia 
Alguns remédios como Lachesis, Sépia, Calcarea Carbônica, Caulophyllum e Chamomilla são indicados para as cólicas, mas a recomendação depende das características de cada paciente.

3. Descanse 
O simples ato de se deitar com a barriga para baixo, apoiada em um travesseiro, comprimindo-a, já ameniza as dores.  

4. Faça exercícios físicos 
Atividades como alongamento, ioga, caminha ou andar de bicicleta ajudam. Feitos de forma regular e moderada, liberam endorfinas e amenizam as dores.
Exercício 1: deite-se de costas, com joelhos dobrados, pés no chão e braços para trás. Ao mesmo tempo, levante os braços para a frente e estique as pernas para a posição sentada. Incline-se para a frente e tente alcançar os pés com os dedos das mãos. Retorne à posição normal.
Exercício 2: fique em pé, de frente para a parede, a uma distância de 30 cm. Cruze os braços na altura dos ombros. Incline a barriga até que toque a parede. Permaneça nesta posição por um minuto, mantendo os calcanhares no chão e os joelhos retos. Retorne à posição inicial.

5. Pratique pilates 
As dores são amenizadas pelo trabalho realizado no centro de força, localizado na região abdominal. O controle respiratório também contribui para a diminuição das tensões que agravam as dores. As aulas nesses períodos devem ser modificadas, diminuindo a intensidade dos exercícios, principalmente os abdominais.

6. Beba chás 
Prefira ervas como Angélica chinesa, que tem efeito antiespasmódico, agoniada (Himatanthus lancifolius), que age também como analgésica, ou canela, que é utilizada desde a antiguidade no tratamento da cólica.

7. Passe por uma sessão de acupuntura 
O tradicional tratamento com agulhas tem efeito analgésico e regula o ciclo menstrual.

8. Use a boa e velha bolsa de água quente 
Coloque-a na região lombar e no abdômen. O calor estimula a irrigação, relaxa a musculatura e ameniza o impacto das contrações do útero.

9. Faça uma massagem 
A chinesa ou a Ayurvédica possuem pontos que, ao serem apertados, tratam a TPM e as cólicas. O mais usado é um chamado Zi Gong Xué, que fica perto das bordas do púbis.

10. Abuse dos alimentos certos 
Alimentos com cálcio (laticínios e vegetais escuros), magnésio (soja, banana, beterraba, aveia, tofu, couve e abobrinha) e gorduras poliinsaturadas (salmão, atum e castanha do Pará) podem te ajudar. Eles são relaxantes musculares e têm poder anti-inflamatório natural, orienta a médica ortomolecular Mariana Muniz, especialista em medicina anti-aging.

11. Fuja dos alimentos errados
Esqueça os alimentos ricos em gorduras, pois favorecem uma maior produção de hormônios femininos. Evite ainda os embutidos e as bebidas com cafeína (café, chá preto e refrigerantes).

12. Evite situações estressantes
Muitas pessoas com dores ficam mais irritadas e perdem a paciência. Para estes casos, recomendo os florais de Bach, que neutralizam a agressividade, comenta a terapeuta holística Maria Aparecida das Neves. Os mais indicados são Rescue Remedy, Holly e Cherry Plum.